Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Ayer - 4

Não, eu não morri, só criei um blog novo. Esse sim tem sido atualizado com uma certa frequência, mas é porque ele é escrito (ou deveria ser) a seis mãos, então facilita.

 

É um filhote do meu apê, onde eu recebo amiguinhos pra falar da faculdade, numa conversinha sem vergonhammmm [Silvio Santos mode on], e, por isso eu acabo esquecendo de escrever nesse aqui.

 

Mas dá uma passadinha por .

 

Enfim, pros que temiam pela minha saúde mental, não, não virei emo (apesar de gostar muito de roupa xadrês, My Chemical Romance e Panic at The Disco), era só a minha adesão espontânea à campanha de apologia aos miguxinhus.

 

Pra não ficar impune, toma mais um pedacinho de Onírykah.

 

***

Fronteiras do Deserto del Ayer, são precisamente 3:40am, e eu tenho a certeza que eu preciso parar de tomar café, ou eu não durmo nunca mais. Já faz duas semanas que eu não durmo nem três horas por dia e parece não fazer muita diferença ainda, excerto o fato de eu não lembrar direito as minhas refeições depois de algumas horas. Se isso se agrava, vou perder pedaços da minha vida aos poucos. Não, eu não posso, não quero, são meus tesouros, minhas memórias são tudo o que tenho. Minha honra, meus valores, meus juízos foram escritos a fogo na minha pele, não posso, não devo perdê-los.Mais café, café! Vigília! Não devo dormir, não agora. Tenho coisas pra guardar. (Às vezes me perguntam porque eu ajo feito um cão de guarda, rosnando, atacando e apanhando inutilmente. Eu não consigo responder, e rio. Só rio, e com gosto.) Eu vejo os problemas se choramingando ao meu redor e sinto nojo. Eu já passei por tudo isso, café pequeno. Eu rio, e escarro no chão. E vigio, rosno, mostro dentes. Tenho compromissos com os que honro. Se eu nasci, viajei pro inferno e voltei, é porque houve gente disposta a fiar a corda que me trouxe de volta. E é pra esse tipo de gente que eu levo pedrada, e tiro sangue de muito calcanhar. Mais café, pela minha honra, pela minha experiência, por eles. Oro e vigio.

***

 Aproveitando o assunto, reafirmo o meu pacto. Meu sangue ainda vale menos que a vida de duas pessoas, e eu o derramo de bom grado, se preciso.

***

Ah, e bem vindas, Brenda e Lavi, novas leitoras! Tentarei ser um pouco mais fiel a esse sapo.

Ps.: Alucard anda fazendo sucesso! Esse rapazinho gente fina pode ser encontrado pra download nesse site aqui (já me disseram que o mangá é melhor, mas o anime é um ótimo começo).

sinto-me: Insone.
música: Black Dog - Led Zeppelin
publicado por Yulliah às 16:49
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
29
30
31


.posts recentes

. HoHoHo! Wishlist!

. *boceeeeeeeeeejo*

. Ayer - 5

. Kawaii! Bonequinha de cro...

. Ayer - 4

. EmoDay!

. Cof!Cof!Cof!

. Reativando minha (pseudo)...

. Bad Trip - I

. Across the Universe

.arquivos

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Dezembro 2005

.tags

. todas as tags

.links

.Na rede é peixe!

BlogBlogs.Com.Br

.Não chute, adote!

Irm√£os Brain

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários